terça-feira, 15 de março de 2011

Caetano Veloso (1968)

O primeiro disco solo de Caetano Veloso é uma verdadeira obra-prima. Singular, conceitual e de ótima sonoridade. Trazendo a tropicália consigo, criou algumas de suas mais conhecidas músicas - e/ou interpretações -, como 'Tropicália', 'Alegria, Alegria', e 'Soy Loco por Tí, América'. Mas é justamente no conceito a que eu me referia que há a beleza do disco. Ouvindo-o do início ao fim parece-me evidente todo o processo criacional voltado a uma poética bastante auto-biográfica (ainda que não se possa levar isso como relatos, ao contrário), como na música 'No dia que eu vim-me embora'. Seguindo o disco vem uma belíssima ode ao Rio de Janeiro, com músicas de um olhar único sobre a cidade maravilhosa, com: 'Onde Andarás', 'Superbacana' e 'Paisagem Útil'. Difícil definir qualidades, esta tríade é maravilhosa e talvez foi o motivo inicial de uma paixão pelo Rio por muitas gerações que ouviram. Meu destaque, por afinidade, é a 'Paisagem Útil', é simplesmente maravilhoso! Apenas estando apaixonado por um lugar para se escrever assim.. Bom, deixando os devaneios de lado, ainda há a dupla 'Clarice' e 'Clara', ótimas. E meu destaque último é a 'Eles', música pouco conhecida e de letra impactante, comparável a 'Panis et Circenses', aliás.. pensando bem.. Os Mutantes estavam a tocar nesta música, e como diria o próprio Caetano: "Os Mutantes são demais!". Caetano também.


Lista de Músicas:

01. Tropicália
02. Clarice
03. No Dia em que Eu Vim-me Embora
04. Alegria, Alegria
05. Onde Andarás
06. Anunciação
07. Superbacana
08. Paisagem Útil
09. Clara
10. Soy Loco por Tí, América
11. Ave Maria
12. Eles

2 comentários:

jimi jazz disse...

Rapaziada, chequem esse link,

...Infinito Particular. disse...

Poxa,adorei seus colocações!
E claro o rico espaço do seu blog,logo logo que entrei já vi Caetano,Sérgio Sampaio e por ai vai,só galera da pesada.

Vida longa ao belo espaço e parabéns por manter tão viva nossa bela música brasileira.